fbpx
Telefone: (11) 3536-2478 - (11) 99409-7274 contato@auraclara.com.br

A inflamação intestinal causa sintomas que vão desde artrite à irritabilidade. Mas existem hábitos simples e acessíveis para ajudar a reverter esse quadro – segue a leitura comigo para ver como.

O intestino é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. Sua função vai muito além da digestão (que já é super importante!). Ele tem papel fundamental na produção de hormônios e neurotransmissores que regulam uma grande quantidade de processos fisiológicos no organismo. 

Aquela frase de que o intestino é nosso “segundo cérebro” também é verdadeira: há uma grande quantidade de hormônios e moléculas essenciais às funções cerebrais produzidas no intestino, como serotonina, dopamina e melatonina. Nossa imunidade está profundamente ligada ao intestino também – cerca de 80% dela depende desse grande órgão!

Ou seja, se desejamos cuidar de nossa saúde, o intestino é peça chave nesse processo. Ele é um órgão permeável – a superfície de absorção da mucosa intestinal em um adulto chega a atingir cerca de 100 metros quadrados de área. Essa superfície é responsável por decidir o que será absorvido e o que será eliminado do nosso organismo depois da digestão.

Normalmente, quando estamos saudáveis, nós absorvemos tudo o que é importante, como aminoácidos, vitaminas e minerais e eliminamos toxinas, partículas não digeríveis e outras substâncias nocivas.

O problema é quando a saúde do nosso intestino não vai bem. Um intestino inflamado perde a capacidade de fazer essa filtragem. Ele fica parecido como uma peneira furada, que deixa passar mais do que deveria. O resultado disso é que o intestino deixa de receber nutrientes importantes, absorvendo toxinas e possibilitando o surgimento de vários sintomas. É o que chamamos de um intestino inflamado, cujos sinais são:

  • Refluxo, azia e desconfortos gastrointestinais;
  • Dores nas articulações, artrite e artrose;
  • Estufamento, dor abdominal e gases;
  • Sensação de esvaziamento incompleto do intestino ao evacuar;
  • Alterações nas características das fezes (diarreia e ressecamento);
  • Dor de cabeça;
  • Dermatites;
  • Alteração de humor, irritabilidade;

A melhor maneira de avaliar se seu intestino está inflamado é fazendo um exercício de autopercepção, avaliando como você se sente após comer, como está o aspecto de suas fezes, se você encontra algum dos sintomas acima no seu cotidiano.

Caso você perceba alguns desses sinais de inflamação na sua vida, não precisa se desesperar. A boa notícia é que existem hábitos e alimentos com propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a reequilibrar os nutrientes necessários para nutrir o seu organismo e reduzir a inflamação.

Aqui vão 8 dicas práticas para desinflamar seu intestino:

  • Evite alimentos gordurosos, álcool, cafeína, açúcar e adoçantes (sorbitol, xilitol, eritritol), vegetais que aumentem a produção de gases (feijão, repolho, batata doce, verduras cruas), leite e derivados, alimentos com glúten, alimentos picantes e industrializados;
  • Aumente o consumo de vegetais e folhas cozidas;
  • Prefira consumir carnes magras e cozidas;
  • Consuma frutas sem casca e cozidas;
  • Melhore a sua hidratação;
  • Consuma alimentos naturais (a famosa comida de verdade!);
  • Mastigue muito bem os alimentos;
  • Pratique exercício físico com frequência.

Com essas dicas  simples, você conseguirá ajudar seu  intestino a se restabelecer e pode melhorar muitos dos sintomas de sua inflamação. Muitas vezes, tudo que nosso órgão precisa é de que paremos com hábitos que o desgastam e que forneçamos energia e nutrientes para que ele se recupere e volte ao seu equilíbrio. 

Isso é tratar bem nosso intestino e nossa imunidade, nosso sono, nossa saúde mental e nossas relações… cuidar com carinho de nosso intestino é cuidar de nossa saúde integral.