fbpx
Telefone: (11) 3536-2478 - (11) 99409-7274 contato@auraclara.com.br

Como a Alimentação, o Sono, a Saúde Mental e o Exercício Físico nos ajudam a cuidar com autonomia e liberdade de nossa saúde.

A pandemia do coronavírus trouxe uma série de questões à tona para debate público. Talvez o assunto que ganhou maior relevância para todos nós foi a saúde. Entre as muitas perguntas que nos fizemos, uma delas com certeza é: como faço para ter saúde?

Essa pergunta simples e de difícil resposta só evidencia o tamanho de nossa confusão com as mil informações que temos acesso. Não sabemos muito bem o que é verdade ou não, estamos acostumados com receitas que prometem resultados milagrosos – e tornam-se risíveis alguns anos depois.

Como, então, nos guiar pelo mar de informações e cuidar verdadeiramente de nossa saúde?

Acreditamos que tudo isso começa com conhecimento de qualidade, discernimento e estudo. Aqui no Instituto Nova Saúde, nossos conteúdos sempre têm um caráter informativo, passado com muita transparência sobre quais são nossas fontes e metodologias de pensamento. 

Por isso, hoje vamos apresentar nossa metodologia dos 4 pilares da saúde, que utilizamos para cuidar de nossos pacientes! Acreditamos profundamente que ela tem a amplitude necessária para as demandas de saúde da atualidade, com respeito à individualidade biológica de cada corpo, promovendo saúde todos os dias, em cada ato de nosso cotidiano, mudando a nossa própria relação com a vida. 

Diferentemente de uma receita resolutiva, os 4 pilares da saúde exigem envolvimento, autopercepção e dedicação de cada um no cuidado de si e do próprio equilíbrio. Em troca, os pilares nos dão liberdade, autonomia, reconexão com nosso corpo, o que trás a tranquilidade de sabermos que estamos guiando nossa própria saúde. Vamos lá?

 

Quais são os 4 pilares da saúde?

Alimentação:

Cada vez mais gente tem se tornado consciente sobre a importância da alimentação na manutenção da saúde. Embora não haja uma dieta perfeita que pode ser aplicada para toda a população, um bom guia para boas escolhas alimentares é sempre buscar comida de verdade. E o que é isso? A comida de verdade é fresca, orgânica, sem aditivos, vem da terra. Ao se alimentar dessa maneira, você já dá um belo passo rumo ao cuidado de sua alimentação.

Sono:

O sono tem perdido muito espaço nesse mundo de telas, como falamos no nosso blog A importância do sono restaurador. É um ato natural, que todo mundo faz, mas que provavelmente vai te exigir esforço para mantê-lo acontecendo de maneira íntegra!

Não dormir bem vai trazer distúrbios na saúde – isso pode acontecer de maneira imediata, ou a médio e longo prazo. Por isso, cuide de seu sono – é algo que você pode melhorar muito, sozinho mesmo. Um adulto precisa, em média, de 7-9h de sono por dia. Tente encontrar quantas horas são necessárias para seu descanso e proteja ele em sua rotina.

Saúde mental:

Temos a tendência a separar o corpo e a mente, mas eles estão diretamente ligados. Vemos isso de diversas maneiras: das manifestações psicossomáticas, às reações físicas causadas por estresse e ansiedade, à alteração de humor devido ao sono e à alimentação… a lista é infinita! Portanto, não é possível cuidar da saúde sem levar em conta nossos pensamentos, nossos sentimentos, emoções e a maneira como vivemos nossa vida. A nossa própria vontade, disposição e determinação em mudar nossos hábitos se encaixam aqui também – sem o pilar da saúde mental, você nem teria a curiosidade de ler esse texto! 

Exercício físico:

Exercício físico não significa ir à academia toda semana. O importante é movimentar o corpo, com frequência, seja como for! Manter uma rotina em que você mexe no jardim, organiza e faxina seu canto, dança uma música que gosta, faz caminhadas – tudo isso é entendido como movimento. Nosso estilo de vida urbano nos inclina ao sedentarismo e nossa saúde sofre as consequências disso. Encontre sua maneira de mexer seu corpo.

Simples, né? Os pilares da saúde são acessíveis a todos e, por isso, você pode hoje mesmo começar uma conversa franca consigo sobre como vai sua saúde em cada um deles. E tentar os aspectos que achar que estão contrários a sua saúde, aos poucos. 

Esse caminho de autoconhecimento em relação a nosso próprio corpo pode parecer lento no início, mas é irreversível e muito gratificante!

Esperamos que nosso conteúdo te ajude em sua jornada. Até a próxima!